Preconceito

Oi Oi gente,

Preconceito, é uma das coisas mais polêmicas da sociedade. Por favor, não sejamos hipócritas, TODO mundo tem preconceito, e TODO mundo juga as pessoas. É fato!

Eu, por exemplo, tenho preconceito contra pessoas que não gostam de ler e escrevem “seje”, ” descer para baixo”, “entrar para dentro” e afins. Não gosto disso! Se aparecer alguém com essas características eu vou, com certeza, pensar mal da pessoa. E eu aposto que você também tem algum tipo de preconceito, ainda que pequeno.

E todo mundo já sofreu preconceito! Eu, por exemplo, sou completamente ateia, se eu ganhasse um real para cada pessoa que me chamasse de satânica, doida, retardada e até belzebu em pessoa ( sim, já aconteceu), sinceramente eu já esta rica.

O grande problema disso não é a coisa em si. Você tem sim, o direito de pensar mal de uma pessoa só porque ela é negra¹. Mas você não tem o direito de descriminar esta por causa de seu julgamento precipitado. Não, você não tem o direito de ser idiota. Algumas vezes nós nos prendemos tanto aos, supostos, defeitos de uma pessoa que não paramos para conhece-la de verdade.

Por favor, não venha me dizer que isso não acontece com você, pelo menos uma vez já ocorreu. Até comigo que tenho poucos anos de vida já ocorreu. Em alguns momentos é preciso deixar nossos preceitos de lado por um bom motivo. Meus melhores amigos DETESTAM ler. Um deles diz que quando começa a ler fica vesgo, mas isso não impede que nós sejamos bons colegas.

Falar é fácil, eu sei.  Porém, nós precisamos diminuir nossos julgamentos, uma vez que estes podem nos fechar portas muito importantes!

E vocês, quais são seus preconceitos? Já sofreram preconceito? Comentem!

¹ Gente, eu não sou racista, esse foi só um exemplo. POR FAVOR, não levem em outro sentido!

Anúncios

Raiva da Escola

Oi Oi Gente,

É muito comum as pessoas da minha faixa etária (entre 12 e 15) reclamarem, e muito, da escola. Ok, acordar cedo não é exatamente legal, particularmente, eu detesto. Mas sempre gostei da escola. Sempre gostei de estudar.

Então, aparecem uns abençoados dizendo ” Nossa, seria muito mais legal se não existisse escola e blá blá blá”. Primeiro de tudo, sem escola você falaria “nóis vai, nóis vem” e afins. Imagina um mundo sem aprendizado. Você iria nascer, crescer e, por fim, morrer sem aprender nada, seria eternamente um ignorante. Imagine os livros que deixaria de ler. As oportunidades cujas passariam despercebidas aos seus olhos!

Não estou dizendo que há necessidade de amar todas as disciplinas, mas um pouco mais de respeito para com a instituição seria muito bem vindo.

Imagine a quantidade de pessoas que sonham em poder ir a escola, poder ler um livro. Não são poucas! Por isso, antes de dizer que escola é uma perda de tempo, pare e pense no que esta lhe proporcionou!

Qual a opinião de vocês quanto a escola? Comentem!!

Almoços em Família

Oi Oi Gente,

Gosto muito de almoçar em família. Gosto das histórias, das piadas, de tudo. Pouco me importa se o almoço será no suprassumo do pó do extrato do resumo de um restaurante, ou se será na pequena casa de um dos familiares. A  melhor parte é sempre a comida da Avó. Existe coisa melhor que comida de avó?

Mas, e quando alguma coisa dá errado? Afinal, um almoço em família precisa de uma programação. E se alguém não pode ir, se a comida desanda, se algo de mais trágico aconteça.

E daí? Se você tiver pelo menos um familiar ao seu lado e se tiver, sei lá, uma banana para vocês dividirem, pronto. Já é um almoço em família. Seja ela qual for. Não deixe que nenhum empecilho atrapalhe sua refeição. Não há coisa melhor que colocar a conversa em dia com alguém cujo você goste.

Essa é a maior qualidade dessas reuniões, sempre está tudo ótimo, pois, o momento é tão bom, que não há problema que atrapalhe.

E vocês, gostam de almoços em família? Comentem!

 

Deixe as Baleias Namorarem

Oi Oi gente,

Quem que nunca se deparou com uma propaganda do GreenPeace em que aparecem duas baleias “conversando”?

É extremamente bizarro, e por este motivo é espetacularmente genial! Essa propaganda é tão absurda que nos dá vontade de entrar no site para descobrir do que se trata.

Eu, que sou um tanto curiosa, fui procurar saber mais sobre o tema. E não me arrependi.

Trata-se de um movimento do GreenPeace que procura impedir a exploração de Petróleo em Abrolhos.

Bom, falando assim, não desperta o interesse de ninguém, mas você sabe o que é Abrolhos? É um arquipélago cujo pertence ao Estado da Bahia. Tem grande importância na reprodução de baleias Jubarte, pois é um berçário destas. Além disso, Abrolhos é a maior área de recifes de corais do Atlântico Sul. Por estes motivos, este arquipélago tem grande importância na economia local.

Agora imagine quais seriam os impactos caso haja uma exploração de Petróleo naquele lugar. Será que vale a pena destruir uma área tão bonita e tão importante? Ok, a sociedade Capitalista praticamente necessita de petróleo. Será? Não haveriam meios “limpos” para que o mesmo objetivo seja atingido?

A seguir colocarei o site do GreenPeace, onde é possível encontrar um vídeo muito legal sobre isso

www.deixeasbaleiasnamorarem.org.br 

E aí? Qual a opinião de vocês para com isso? Contra? A favor? Comentem!!

Romeu e Julieta

Oi Oi gente

Estava vasculhando minhas pastas esses dias e encontrei uma redação sobre Romeu e Julieta. Era uma ficha sobre um livro a nossa escolha, para ler durante as férias. Escolhi Romeu e Julieta, um dos meus romances favoritos.

Nessas férias eu li alguns livros, ainda pretendo ler mais alguns. Porém escolhi um em especial para fazer o relatório, não é um livro qualquer, nem de longe. Já li romances, romances atuais, romances clássicos, mas, com certeza este foi aquele que mais gostei, aquele que mais me tocou.

              Estou falando de Romeu e Julieta, um clássico da literatura e da dramaturgia. Gostaria muito de ter lido o original, em inglês, porém, não tenho o vocabulário adequado para tal feito, desta forma escolhi uma tradução, com o vocabulário formal, traduzido diretamente do original. Foi de fato complicado. Grande parte das palavras era desconhecida, procurei o significado destas, uma a uma.

              O esforço valeu a pena, muito. Este livro é simplesmente fascinante, não se trata de um simples livro, mas sim, de um livro cujo foi escrito em uma época completamente diferente da minha, em um lugar diferente, com  costumes diferentes. Foi muito prazeroso, não somente a leitura, mas comparar as questões culturais do século XVI com as do século em que nos encontramos.

              Uma das primeiras diferenças é com relação ao casamento. Um diálogo entre a Sra. Capuleto, Julieta e sua ama me deixou estupefata, a mãe de Julieta diz que já era hora da última pensar em seu casamento, afinal, já estava mais do que na hora deste se realizar. Julieta não tinha completado seus 15 anos ainda. Isso foi realmente um choque para alguém que vive em pleno século XXI, hoje em dia o casamento não se faz presente  nas prioridades da maioria da população, muitos morrem sem terem se casado e morrem felizes, sem serem descriminados pela população.

              Imagino como seria uma mudança de eras, imagine voltar no tempo, voltar para o século XVI, com certeza seria uma experiência incrível, mas ao mesmo tempo, um tanto complicada. As dificuldades iriam se iniciar no diálogo, antigamente o diálogo eram mais formais, os idiomas em geral eram muito melhor falados. Hoje em dia essa preocupação foi deixada de lado.

              Na história trata-se de um amor proibido, dois jovens se apaixonam, porém suas famílias são rivais há muitos anos, tornando assim o amor uma coisa aparentemente impossível. Aparentemente. Estes dois jovens lutam por um motivo maior. Casam-se, são separados e por fim morrem. Juntos.

              Julieta é obrigada a se casar com alguém que não ama, finge que morreu. Sua carta não chega a Romeu. Romeu se mata, Julieta se mata. Fim. Será?

              O que é exatamente o fim? O livro de Shakespeare me ensinou que o verdadeiro não tem fim. Eles lutaram por seu amor. Lutaram pela felicidade. Lutaram para que toda esta briga termine. Foi realmente uma lástima dois jovens apaixonados terem que morrer para que a briga se encerre.

              Romeu e Julieta me ensinaram a lutar por aquilo que queremos, ainda que pareça impossível. Este livro me ensinou a acreditar no amor, ainda que nos tempo atuais isso pareça improvável.

              Este livro mostra que o verdadeiro não tem fronteiras, para aquilo que é de verdade não existe briga, não existem diferenças e principalmente não existe fim.

O que acharam? Gostaram? Comentem!!

Beijos, beijos

Ética na Medicina

Oi Oi gente

Então, como vai a vida de vocês?? Esses dias eu tive que fazer um trabalho sobre Ética nas Instituições, e a que eu escolhi foi medicina. Eu quero ser médica, logo, pensei que esse tema seria muito bom…

Escolhi os subtemas como Aborto e Eutanásia.

Eu fiz a dissertação e gostei muito da conclusão, então eu quis compartilhar com vocês;

Sempre fui uma pessoa de uma opinião só, ou é ou não é. Sempre fui 8 ou 80. Sempre me orgulhei disso. Raramente mudava minha opinião. Porém, este trabalho me fez repensar questões que pensei que jamais mudaria meu parecer.

   Principalmente sobre o aborto. Sim, eu achava ético isso, mas, depois desta breve pesquisa mudei por completo meu ponto de vista. A ação propriamente dita não é antiética, mas sim, o modo como esta é feita. Ora, onde já se viu matar brutalmente uma criança que sequer entende os erros de sua mãe?

            Matar alguém por algo que esta não cometeu não é errado? Então por que matar alguém que sequer nasceu ainda pode parecer certo ou até justo? Despedaçar um ser frágil como um bebê, é simplesmente um absurdo. O cúmulo da falta de afeição para com a raça humana.

            Sim, uma criança não deve ser a punição para os erros de sua mãe. Afinal ela não tem culpa, mas essa está bem longe de ser a solução certa. Ora, o sistema de adoção seria uma ótima saída para que ambas as partes fiquem felizes, tanto a gestante quanto a criança. Mas cadê os investimentos nisso? Ah, lembrei, o dinheiro está indo para os estádios de futebol para que a Copa do Mundo seja celebrada.

            Sinceramente, eu acho torneios mundiais um grande atraso de vida. Se antes disso o país já não direcionava o dinheiro público para melhorar a vida deste, imagine agora que é preciso construir estádios, hotéis, restaurantes e tudo mais.

            Isso, com certeza não é ético. Mas é o movimento do pão e circo, vamos dar entretenimento a população e assim esta se esquece dos problemas das cidades. E daí que está tudo uma porcaria, já dizia o ditado, o que os olhos não veem o coração não sente.

            Quanto a eutanásia, fico feliz em dizer que minha opinião não mudou em nenhum aspecto. Sim, eu sou totalmente a favor da legalização desta, sobretudo em caso de doenças degenerativas. A pessoa vai morrer, é certo. Por que, então, não diminuir seu sofrimento?

            Por mais que você ame esta pessoa, se a ama de verdade lhe desejaria seu melhor, não seu sofrimento. Se uma pessoa que eu amasse estivesse morrendo aos poucos, com certeza tentaria diminuir seu sofrimento.

Essa foi a conclusão que eu cheguei a partir de minha pesquisa. E vocês? O que pensam sobre este assunto? Comentem!

Beijinhos!

O Melhor Livro do Mundo

Um dia me fizeram essa pergunta: ” Qual o melhor livro do Mundo?”, de cara eu respondi Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. Mas depois comecei a refletir sobre a pergunta, posteriormente sobre a minha resposta. 

Não, não existe “O Melhor Livro do Mundo” cada livro é simplesmente único para cada um que o lê. Sim, existem livros entediantes, existem os chato e sim, existem os insuportáveis. Porém, estes, nunca serão os mesmos para cada pessoa, e isso é realmente muito legal, afinal, o que seria do amarelo se todos gostassem do vermelho?

Isso não diz respeito somente a livro, mas sim a todas as coisas que nos cercam. Não existe nada que é o Melhor do Mundo, existem coisas melhores que as outras, mas sempre podem ser melhoradas.

E vocês? Concordam comigo? Discordam?? Comentem!

Oi Oi gente ( s…

Oi Oi gente ( sim, gosto da Kéfera)

Enfim, eu estou começando o Blog agora e o foco inicial  será em livros que eu li, ou livros que vocês leram e gostaram (comentem!!)…

O nome do Blog já deixa isso claro (World of Words = Mundo de palavras) mas eu também A D O R O falar e escrever, então achei esse no me legal.

Hmmm, claro que eu não vou me prender a um único tema em TODOS os posts, vou mudar com o passar do tempo e talz

Bom, acho que é isso…

Beijos Beijos

E até mais

Heyy

Oi Oi gente ( sim, gosto da Kéfera)

Enfim, eu estou começando o Blog agora e o foco inicial  será em livros que eu li, ou livros que vocês leram e gostaram (comentem!!)…

O nome do Blog já deixa isso claro (World of Words = Mundo de palavras) mas eu também A D O R O falar e escrever, então achei esse no me legal.

Hmmm, claro que eu não vou me prender a um único tema em TODOS os posts, vou mudar com o passar do tempo e talz

Bom, acho que é isso…

Beijos Beijos

E até mais